O que é Dermatite Alérgica Canina?

0 81

Você tem notado queda excessiva dos pelos do seu cachorro? Falhas na sua pelagem? Pele ressecada ou coceira intensa?

Isso pode ser causado por inúmeras doenças, mas hoje iremos falar sobre a dermatite alérgica canina.

Se já ouviu falar ou não conhecia essa doença até agora continue lendo que iremos te explicar o que é, sintomas e como tratar.

Dermatite Alérgica Canina – O que é?

Sendo uma das doenças mais comuns entre os cães, a dermatite alérgica é uma inflamação ou infecção de pele.

Quando ocorre o desequilíbrio na flora natural presente na pele do seu cachorro, sua proteção fica comprometida, alguns fungos e bactérias causadores de doenças conseguem se instalar no couro do seu animal.

Sintomas comuns da Demartite Canina:

Para identificar se seu cachorro possui essa doença é possível analisar alguns sinais e sintomas bem comuns:

  • Queda de pelos causando falhas em alguns lugares;
  • Coceira intensa (seu cachorro vai estar se lambendo muito também);
  • Vermelhidão na pele;
  • Ressecamento da pele;
  • Inchaço;
  • Otites (infecção de ouvido);
  • Vômitos e diarreia;
  • Falta de ar ou muitos espirros;
  • Em alguns casos mais agressivos, há a presença de pus.

A parte difícil no tratamento da dermatite canina é identificar sua causa, essa doença não é causada apenas por fungos e bactérias, ela pode ser causada por inúmeros fatores, entenda um pouco mais sobre eles.

O que causa a Dermatite Canina?

A dermatite em cães pode ser contraídas de inúmeras formas, e a forma de contração é o que determina se é ou não transmissível para outros cães.

Animais com o sistema imunológico equilibrado, saudáveis e bem alimentados, costumam ser imunes mesmo as formas transmissíveis da doença, devido às defesas naturais do organismo do cão.

Causas mais comuns de dermatite em cães:

Veja as principais causas da Dermatite Canina:

1.  Fungos e Bactérias:

A principal causa da dermatite canina infecciosa é a proliferação de fungos e bactérias.  Normalmente associado ao sistema imunológico comprometido ou  doença de base contraída pelo cão.

O contato com animais infectados também pode ser contagioso, ou também o contato com materiais utilizados nestes animais.

Como em pet shops onde a higienização não é feita da forma correta.  Lembrando que ambientes úmidos facilitam a proliferação de micro-organismos.

As raças com mais probabilidade de serem infectadas pela doença são:  shar-pei, lhasa apso e buldogues franceses e ingleses.

2. Dermatite alérgica à picada de Ectoparasitas (DAPE):

Causada por pulgas e carrapatos, esta sem dúvidas é a principal causa das dermatites alérgicas encontradas nos cachorros.

A reação alérgica acontece durante a picada, quando a saliva desses parasitas entra em contato com a pele do cachorro. Fique atento, não se esqueça de vacinar seu animal e dar os remédios certos para combater esses parasitas. A dermatite alérgica é apenas uma das inúmeras doenças que eles podem transmitir para seu cachorro.

dermatite DAPE

Se seu cachorro está livre de pulgas, carrapatos e a alergia ainda continua na sua pele, você deve analisar a terceira possível causa da doença.

3. Hipersensibilidade Alimentar (HA):

É exatamente o que você está pensando, assim como seres humanos os cachorros também pode ter alergia a algum  alimento.

dermatite-Há

Geralmente pensamos que somente alguns alimentos (como no caso do chocolate) fazem mal aos nossos cachorros, mas algumas rações e petiscos também podem oferecer risco a saúde do seu pet.

Rações que possuem na sua composição muito corante, conservantes e outros componentes químicos podem causar problemas ao seu cão.

Além destes compostos químicos, rações com carne bovina, frango, milho, soja e trigo também causam alergia em cães.

O mesmo vale para alguns petiscos, como os famosos “bifinhos” industrializados que são vendidos em qualquer supermercado ou pet shop. Os ossos de couro também estão no topo dos vilões contra a saúde do seu animal.

Se estiver com suspeita de que a dermatite alérgica esteja sendo causada pela alimentação do seu cachorro, experimente trocar a ração por outras marcas, alguma com a qualidade um pouco superior, que não possua corantes ou conservantes muito fortes.

Outra opção, mas que requer um pouco mais de investimento são as rações hipoalergênicas, estas rações são especiais, preparadas especialmente para cães que possuem dermatites alérgicas (ou outras alergias causadas pela alimentação).

Mas se seu cachorro não come ração ou petiscos e sim comidas naturais preparadas especialmente para eles?

Nesse caso, algum legume, carne ou vegetal deve estar fazendo mal a ele, é preciso observar e mudar a alimentação do seu cão para evitar estes problemas.

4. Dermatite Atópica ou Atopia:

Esta sem dúvidas é a pior dermatite que existe, isso porque no caso da atopia o seu cão pode ser sensível a qualquer coisa, desde o cobertor que ele dorme até ao produto que você utiliza para limpar o chão da sua casa.

No caso da dermatite atópica ela pode estar acontecendo porque alguns cães possuem uma barreira de defesa na pele um pouco mais fraca que o normal, essa defesa frágil permite que ácaros, fungos, poeira e bactérias consigam penetrar e causar a alergia no seu cão.

Se o seu cão não se encaixa em nenhuma das três dermatites anteriores você se atentar ao ambiente que ele vive, lugares com muitos produtos químicos, poeira, sujeira, terra, podem estar causando a alergia no seu cão.

A casinha que ele dorme, cobertor com muitos pelos, sabão e outros produtos utilizados para lavar esses objetos, qualquer coisa pode estar causando a alergia no seu cachorro, é preciso estar muito atento e investigar com calma a possível causa da dermatite atópica no seu cão.

Outra forma de se contrair a doença dessa forma é se seu cachorro estiver com o sistema imunológico fraco ou portando alguma doença de base (cinomose).

Se seu cachorro estiver com o sistema imunológico comprometido, evite passear com ele e levar a pet shops. O contato com outro cachorro portador dessa doença pode facilmente transmitir a patologia para seu cão, em casas de banho e tosa, a esterilização inadequada dos materiais podem fazer com que os fungos e bactérias permaneçam nos objetos e sejam transmitidos para o seu cachorro.

Diagnóstico e como tratar dermatite canina

Se seu cão apresenta algum dos sinais e sintomas descritos acima você deve levá-lo ao veterinário imediatamente, o profissional irá avaliar e realizar exames laboratoriais para saber se seu amiguinho realmente está com uma dermatite alérgica ou se é algum outro problema como, por exemplo, a sarna.

Como tratar Dermatite

Em alguns casos o cachorro pode apresentar mais de um tipo de alergia e isto dificulta o tratamento.

Com a ajuda do seu veterinário, vocês deverão avaliar e observar seu cão para descartar cada um dos 4 tipos de dermatites e assim descobrir qual está realmente afetando seu cachorro.

Cada uma das dermatites deve ser tratada de maneira diferente.

Como tratar DAPE

No caso da dermatite causada por pulgas e carrapatos, o primeiro passo é identificar a presença destes parasitas no seu animal, as pulgas deixam rastros que são facilmente encontradas em algumas partes do seu cão, estes rastros são pequenas bolinhas pretas, muito parecida com grãozinho de terra (mas preto).

Os carrapatos são mais fáceis de se encontrar caídos pelo chão, já que eles não conseguem se sustentar por muito tempo na pele do seu cão.

Se você notou a presença de algum destes parasitas, deve consultar seu veterinário sobre qual medida deve tomar para acabar com essa infestação.

As formas mais comuns são utilizando remédios líquidos que devem ser passados no dorso do seu cachorro, coleiras antipulgas, talcos e shampoos especiais ou comprimidos (que na minha opinião são os mais eficazes).

Para o ambiente procure se informar sobre qual produto você pode utilizar para lavar o quintal, a casa e cobertores, casinhas do seu animalzinho.

Como tratar HA

Se a suspeita for que a dermatite esteja sendo causada pela alimentação, procure oferecer ao seu cachorro uma alimentação natural preparada por você com a orientação do seu veterinário, mas se preferir você pode optar por comprar rações hipoalergênicas ou hidrolisadas (que não são tão eficazes quanto as hipoalergênicas).

Como tratar ATOPIA

Mesmo sendo o tipo com o diagnóstico mais difícil de todos, neste caso existe um exame chamado de Spot Test onde é testado no sangue colhido do seu cachorro a interação com mais de 90 componentes presentes no ambiente.

É um exame bom, mas não possui 100% de chance de descobrir o que está causando a doença no seu cachorro.

No caso da atopia, o diagnóstico é mais delicado e seu tratamento é muito variável, consulte seu veterinário.

Prevenção da dermatite canina

A Prevenção da dermatite canina é evitar que a dermatite volte tendo cuidado e evitando o contato do seu cão com aquilo que lhe causou problemas da primeira vez.

E então, você já tinha ouvido falar na alergia canina? Já teve algum cachorro com essa doença? Comente aqui embaixo.