Guia de alimentação para seu cão: O que pode e o que não pode

abril 24, 2013 8 Comentários »
Guia de alimentação para seu cão: O que pode e o que não pode



O organismo de um cão é completamente diferente do organismo humano, e por consequência, suas necessidades nutricionais também são completamente diferentes. Sendo assim, é totalmente desaconselhável que ele coma o que sobrou do almoço de seus donos ou o mesmo tipo de comida que os humanos com que ele convive consomem. Infelizmente a maioria das pessoas é bem desinformada a respeito deste assunto, e muitos chegam a afirmar com veemência que um cachorro pode comer qualquer coisa, e que o esforço para fornecer ao animal uma alimentação saudável e equilibrada, não passa de uma grande frescura. Puro engano! Um dono consciente sabe que não basta “encher a barriga” do seu cachorro para que ele não sinta fome, mas entende que uma alimentação de qualidade vai ser responsável por pelos mais brilhantes, saúde perfeita, melhor digestão, maior disposição, fezes mais sequinhas, etc. Se você tem dúvidas a respeito deste assunto, veja a seguir um guia de alimentação para o seu cão, onde constará o tipo de alimento ideal e o que pode ou não pode comer.

cmatulewiczcmatulewicz / Flickr

Alimentos permitidos

  • Ração de qualidade: as rações Premium e Super Premium são as melhores em termos nutricionais e são balanceadas de acordo com o peso e idade dos cães. Embora sejam mais caras, representam uma economia maior no final do mês já que o cão necessita de menor quantidade de ração para se sentir saciado. Evitar marcas desconhecidas, preferindo as consolidadas no mercado e que tenham resultados comprovados.
  • Alimentos tipo patê: próprios para cães, os alimentos industrializados pastosos podem servir de complemento, principalmente no caso de cães debilitados ou que não aceitem rações secas.
  • Alimentação Natural: existem pessoas que preferem alimentar seus cães com alimento natural, mas para isso devem ser orientados por um nutricionista especializado em nutrição canina, já que é necessário fornecer as quantidades exatas de vitaminas e sais minerais que o animal precisa.
  • Frutas: o cão pode comer frutas, mas nunca em exagero e sempre como petisco. A maioria das frutas está liberada, principalmente as mais suaves como maçã, pera  banana, mamão, melancia e melão. Evite dá-las em excesso, pois elas podem fazer com que o cão perca o apetite e rejeite a refeição principal, além de conter açúcar que pode desenvolver diabetes ou caries.
  • Legumes e verduras: sem exageros, o cão pode comer os mais suaves como cenoura, chuchu, abobrinha, couve-flor, e alguns tipos de verduras. Tome muito cuidado, pois este tipo de alimento pode desarranjar o intestino, amolecendo as fezes e causando gases devido a fermentação.
  • Petiscos próprios para cães: são feitos especialmente para atender as necessidades caninas e são ideias para recompensar ou fazer um agrado ao seu peludo. Evitar exageros.

istolethetvistolethetv / Flickr


Alimentos proibidos

  • Carboidrato: contém excesso de açúcar, fermentam e fazem o cão engordar e desenvolver diabetes.
  • Massa crua de pão e bolo: o fermento contido na massa pode estufar o estomago e causar a sua ruptura, além de causar envenenamento alcoólico devido a fermentação.
  • Cebola e alho: causam danos às células vermelhas provocando anemia e alterações na parede estomacal.
  • Frutas ácidas: abacaxi, laranja, limão, morango, tomate, assim qualquer tipo de pimenta, pode provocar gastrite.
  • Gorduras: causam pancreatite, vômitos e diarreia.
  • Chocolate, café e bebidas alcoólicas: verdadeiros venenos para os cães, elevam a temperatura do corpo, aceleram os batimentos cardíacos – que podem causar falta de ar, hiperatividade, tremores e convulsões.
  • Uvas: qualquer tipo de uva (mesmo a uva-passa) é proibido, pois pode causar insuficiência renal. Evite! Mesmo em pequenas quantidades faz mal.
  • Alimentos dietéticos: o xilitol contido nestes produtos pode causar comprometimento irreversível do fígado.
  • Noz macadâmia: afetam o sistema nervoso e muscular causando letargia fraqueza e vômitos.
  • Abacate: provocam diarreia, vômitos e podem causar danos ao coração.
  • Ossos pequenos, principalmente cozidos: ossos de galinha ou similares podem perfurar o aparelho digestivo e serem responsáveis por engasgos.

DannoHungDannoHung / Flickr

Lembre-se, posse responsável significa também alimentar seu cão corretamente e não colocar em risco a vida de seu animal. Boa sorte!

Imagem destacada: Quasic / Flickr


Posts Relacionados

8 Comentários

  1. Rose Ane Weiss 25 de abril de 2013 a 14:41 - Reply

    gostei da orientação,

  2. Juliana Marcos Gonçalves 25 de abril de 2013 a 15:24 - Reply

    dicas muito boas gostei muito!!!!

  3. Ana Maria 25 de abril de 2013 a 20:27 - Reply

    E tudo que eu precisava para cuidar melhor dos meus cãezinhos.

  4. Adelia Yara Sucena 25 de abril de 2013 a 22:26 - Reply

    É ALGUMAS COISAS EU CONCORDO OUTRAS NÃO, MEU CÃO VIRA-LATAS, VIVIEU 17ANOS E 6 MESES ADORAVA COMIDA DE PANELA EU INTERCALAVA COM RAÇÃO Q ELE Ñ SUPORTAVA, AH! ELE ADORAVA PÃO, KKKK , O NOME DO MEU AMADO CÃO ERA THONY GARRIDO.ELE FALECEU A 4 MESES, VIROU UMA ESTRELA.

  5. Nilda Santiago da Silva 26 de abril de 2013 a 17:21 - Reply

    tenho tres cachorrinhas duas pudoo e uma vira lata. antes eu alimentava com comida de panelas, mas não gostava muito do mau cheiro de suas feses. agora eu só as alimentos caseiros, as fezes tinham um odor horrivel. hoje eu as alimentos só com ração, e notei que as feses melhoram o odor, e facilitaram a limpeza.

  6. Meire Rocha 11 de agosto de 2013 a 23:48 - Reply

    a minha cachorrinha come ração, so que ela adora uma salsicha isso pode???quem pode me fala si sim ou não

  7. Clovis Sena 5 de novembro de 2013 a 21:18 - Reply

    E maxixe? alguem tem algum cão que come? o meu atacou um saco de maxixe aqui e saiu comendo o que pegou, eu tomei devolta mas ele ja tinha comido a metade, e fiquei na duvida se pode fazer mal a ele ou não…

    o que voces acham??

  8. Davidson Santos 7 de dezembro de 2013 a 23:03 - Reply

    adorei as dicas, muito obrigado, ajudou muito

Deixe uma resposta